Notícias

01/08/2016 Sindimóveis/MG ganha mais força e representatividade

A segunda-feira, primeiro dia do mês de agosto, iniciou da forma como o Sindimóveis/MG estima. O vice-presidente e o advogado da instituição, Dr. Pascoal Santiago e Dr. Paulo Maia, respectivamente, foram empossados como membros da Comissão Sindical da OAB/MG, em evento no Cine Brasil. Ao todo foram mil advogados do estado diplomados em 94 comissões temáticas da Ordem mineira.

 “Uma exata concepção do Direito não poderá desprezar todos esses aspectos do processo histórico, em que o círculo da legalidade, não coincide, sem mais, com o da legitimidade.” O presidente da OAB/MG, Dr. Antônio Fabrício Gonçalves, iniciou seu discurso fazendo uso das palavras de Dr. Roberto Lyra Filho, jurista e escritor brasileiro, para destacar o papel da Ordem e das comissões: “ser a voz constitucional do cidadão e do profissional”.

Dr. Cézar Britto, ex-presidente do Conselho Federal da OAB e Paraninfo da sessão, aproveitou estar em Minas para utilizar o poema de Drumomnd “E agora José?” ao indagar aos advogados empossados: “E agora companheiros e companheiras?”, “Qual a razão para estarmos aqui?”, “O que devemos fazer?”, e desta forma trouxe a responsabilidade para cada membro com a classe da comissão que pertence.

O vice-presidente do Conselho Federal da OAB Dr. Luís Cláudio Chaves também utilizou das palavras de outro mineiro, Beto Guedes, para destacar a importância de cada membro empossado: “vamos precisar de todo mundo, um mais um é sempre mais que dois”. Segundo Dr. Chaves todos ali possuem três características comuns, “o amor pela advocacia, a vontade de servir e o intenso trabalho pela cidadania”.

Em sua fala, a vice-presidente da OAB/MG e coordenadora geral das Comissões, Dra. Helena Delamonica, fez analogia com as Olimpíadas e Paraolimpíadas, ao comparar cada membro com cada atleta, que juntos formam as comissões, com o mesmo objetivo: vencer!

Após o evento, Dr. Cézar Britto e Dr. Bruno, presidente das Comissões de Direito Sindical da OAB Federal e OAB/MG, visitaram a sede do Sindimóveis/MG. Em entrevista, Dr. Britto contou que as comissões surgiram na ditadura militar, “quando a carta bomba foi dirigida ao presidente da época Eduardo Seabra Fagundes e matou a secretária Lyda Monteiro, com a intenção de calar a OAB, a reação da Ordem foi se multiplicar e mostrar que ela não é só os conselheiros e presidentes. A primeira comissão criada foi a de Direitos Humanos, para sinalizar que o medo não ia nos paralisar, a partir daí a ideia de ampliar a atividade ganhou corpo e foram criadas as várias comissões. A primeira Comissão Sindical Estadual nasceu em Minas, na gestão passada, e em seguida foi constituída a Comissão Sindical Federal, que surgiu da necessidade de lutar pela não redução dos direitos dos trabalhadores e aposentados.”

Dr. Britto explicou que o trabalho da OAB é voluntário, “salvo o prazer de estar fazendo algo bom para a sociedade, porque essa é a nossa função: defender o Estado Democrático de Direito, a pessoa humana, os direitos humanos e a ordem jurídica; então, para cumprir essa missão nesse país tão desigual e nesse estado tão grande, quanto Minas Gerais, é preciso se multiplicar.” A definição dos membros das comissões é feita pelo presidente, diretoria e conselho da Ordem. Segundo Dr. Britto, são cargos cobiçados, mesmo trazendo prejuízos para o convívio familiar e social.

Segundo o advogado do Sindimóveis/MG, Dr. Paulo Maia, “o Sindicato dos Corretores de Imóveis de Minas Gerais inserido na Comissão Sindical visa ganhar forças, ao lado de órgãos com objetivos comuns, para velar pelos direitos dos profissionais e lutar por novas leis em defesa desses cidadãos”.

Confira aqui as fotos.

Newsletter